MUCH TOO SOON……………

(gravada em 1994, lançada em MICHAEL)

(Escrita por Michael Jackson. Produzida por Michael Jackson e John McClain. Vocais guias e backgrounds: Michael Jackson)

 

A música que fecha o álbum apresenta a habilidade de Jackson como cantorcompositor, para magnífico efeito. Essa música, assim, – sem dúvidas, a

melhor balada de Jackson – não ter integrado um álbum, enquanto ele estava

vivo, é uma tragédia por si só. “Much Too Soon” é uma sofisticada

expressão de perda e saudade que se sustenta ombro a ombro com algumas

das melhores baladas folks dos Carpenters e dos Beatles. A letra se lê quase

como um poema W.B Yats.

 

A faixa foi, primeiro, escrita por Jackson, em 1981, e revisitada

múltiplas vezes durante anos. Os vocais nessa versão foram gravados em

1994, no Hit Factory, durante as sessões de HIStory. A engenharia e

mixagem dela foram feitas, originalmente, por Bruce Swedien (essa versão

vazou online, nas semanas que precederam ao lançamento do álbum).

“Michael entrou um dia e disse que ele teve uma ideia e precisava de um

guitarrista”, recorda o engenheiro assistente, Rob Hoffman. “Assim, eles

chamaram um cara, Jeff Mironov, para a sessão. Ele se sentou com MJ na

cabine de isolamento e Michael, pacientemente, cantou todas as notas de

cada acorde e a melodia. Ele tinha a coisa toda na cabeça dele.

 

Quando Jeff

fez isso, Michael veio para a sala de controle e cantou, ao vivo, enquanto Jeff

fazia algumas tomadas… Eu acredito que nós fizemos cerca de 5 ou 6

tomadas, todas elas incríveis… Mas a música foi guardada e nunca trazida de

novo.”

 

A versão que aparece em MICHAEL, apresentando mais proeminente

acordeom e corda, foi produzida, novamente, para o álbum, pelo coexecutor

John McClain.

 

A música, um Jackson sem esperança, acompanhada pelo útil trabalho

de guitarra acústica de Tommy Emmanuel, canta sobre ser separado de quem

ama “muito cedo”. A emoção no vocal surge com tal pureza e honestidade,

que o ouvinte sente, a cada vez, a dor no coração.

“Leve embora esta tristeza

sem fim”, ele implora em um verso. “Tire este sentimento de solidão da

minha alma.” Dado o contexto da vida de Jackson, essas palavras carregam

profundidade e ressonância.

 

A ponte apresenta uma harmonia solo, que ressalta a essência bluesfolk da música, antes de Jackson retornar com o verso final sobre “nunca

deixar o destino controlar a alma [dele]”.

 

É uma música linda, agridoce, que,

perfeitamente, tempera esperança e tristeza, solidão e o desejo por

reconciliação. Por todo o estrelato de Jackson, “Much Too Soon” relembra a

todos que por trás da construção da mídia estava um ser humano.

Source…. Lines….themaninthemusic.blogspot.com.br

Advertisements