Jus t Good friends………….

“Escrita e composta por Terry Britten e Graham Lyle. Produzida por

Quincy Jones. Arranjos rítmicos de sintetizadores e vocais por Terry

Britten, Graham Lyle e Quincy Jones. Arranjos de instrumentos de

sopros por Jerry Hey. Programação de bateria: Cornelius Mims.

Dueto vocálico: Michael Jackson e Stevie Wonder. Sintetizador solo:

Stevie Wonder. Bateria: Ollie E. Brown, Humberto Gatica e Bruce

Swedien. Guitarra: Michael Landau. Saxofones: Kim Hutchcroft e

Larry Williams. Trompetes: Gary Grant e Jerry Hey. Percussão:

Paulinho Da Costa. Synclavier: Christopher Currel. Sintetizadores: Michael Boddicker. Rhett Lawrence, Greg Phillinganes, e Larry Williams)

Uma das apenas duas canções do álbum não escrita por Jackson,

“Just Good Friends”, é um dueto synth-funk apresentando duas das vozes

mais famosas da música. Jackson e Stevie Wonder têm sido amigos

próximos desde os dias deles na Motown, e têm um profundo respeito mútuo

pela habilidade um do outro. Jackson, na verdade, aprendeu algo muito

importante sobre o que ele chama “anatomia” da construção de uma música

por observar Stevie Wonder trabalhando no estúdio nos anos setenta. Stevie Wonder, entrementes, considera Jackson um gênio natural.

Em “Just Good Friends” a dupla, divertidamente, graceja sobre uma

garota à la “The Girls Is Mine” de Thriller (ela tem até mesmo apresenta a

referência “doggone lover”). Porém, “Just Good Friends” vai além de “The

Girls Is Mine”, se não por ser um dos destaques do álbum, então, pelo

menos, por trazer a energia e vocal de fogos de artifício. Enquanto gravavam

a música juntos, as duas lendas acabaram fornecendo um considerável show

a um visitante inesperado.

“Durante as seções de vocais”, relembra o engenheiro assistente,

Russ Ragsdale, “nós tínhamos, aparentemente, deixado a porta do estúdio

destrancada e um desabrigado perambulou para dentro da sala de gravação

pareceu admirado… Michael e Stevie estavam cantando juntos, encarando um

ao outro. Essa foi uma música do álbum que foi gravada com as luzes

acesas. Eu me lembro disso como se fosse ontem.

O home ficou parado

contra a parede até ser descoberto e escoltado para fora da sala”.

Ragsdale também se lembra de Stevie fazer “o mais sensacional solo de

sintetizador” para a ponte da música. Não há dúvidas de que a música

contém a sua quota de charme e energia. Considerando o talento envolvido,

no entanto, alguns ouvintes viram a música com um pouco de

desapontamento.

Muitos críticos sentiram que Jackson e Wonder – ambos

compositores de primeira linha – deveriam ter escrito a própria música deles

em vez de incumbir Terry Britten e Graham Lyle disso. Com tal rara

oportunidade, eles argumentaram, por que não tentar algo mais desafiador e

inovador em vez de se acomodar em um exercício vocálico relativamente

leve?

Mesmo assim, a faixa continua apresentando Michael Jackson e

Stevie Wonder e o talento puro, carisma e dinamismo deles fez com que

valesse o preço do ingresso.

Source….themaninthemusic.blogspot.com.br.

Advertisements