13. CAP…

Eu observei as horas no relógio da minha cabeceira de cama e me olhei mais uma vez no espelho.

Os cabelos arrumados em um belo penteado, um vestido de tirar o fôlego e uma maquiagem que fazia a imaginação dos homens ultrapassarem barreiras em suas mentes.

— Bom. Eu creio que estou perfeita. Eu disse me observando no espelho.

Mas antes que eu pudesse fazem mais alguma coisa, leve batidas foram feitas em minha porta e levantei uma de minhas sobrancelhas.

— hummm… Será o senhor difícil? Eu creio que ele deve estar ansioso para se mostrar. Eu falei passando mais uma vez as minhas mãos no meu vestido e indo abrir a porta.

Mas quando eu a abro dou de face com uma garotinha com uma pequena caixa em suas mãos.

— Olá pequenina. Algum problema? Eu disse vendo a menina me olhar com seus olhos atentos.

— Olá Ava. Eu sei que vai sair com o papai em um show, ele nos disse. E ele ama as rosas vermelhas alem de seus girassóis. E eu creio que isso vai ficar perfeito em você. A menina falou me entregando a pequena caixa que tinha nas mãos.

Eu a peguei e a abrir diante de seus olhos atentos, ela era atenta as minhas reações e notei que a pequena tinha algo em sua mente.

— Isso é lindo. Uma rosa escarlate. Como conseguiu isso pequena? Eu creio que seu pai não anda por ai comprando isso para você. Eu disse a observando de perto.

— E não comprei. Eu pedi ao tio John escondido do papai. Eu sei que ele ia amar ao vela com isso. Papai ama joias. E você fica linda com elas. Ela falou parecendo satisfeita com sua traquinagem.

Eu me abaixei para ficar bem perto dos seus olhos e a encarei de perto.

— Como sabe disso garotinha? Eu falei olhando bem profundamente em seus olhos.

Ela sorriu para mim e colocou as suas mãos para trás e fez uma face inocente.

— Eu a vi arrumar as suas roupas no closet quando chegou. E você deixou a sua maleta de joias em cima da cama quando entrou no banho. Eu fui ver o que tinha e notei que tem bom gosto nas suas peças. O papai também, mas não tem uma rosa escarlate. E com o vestido que comprou, será perfeito. Ela falou toda feliz com sua proeza.

—Você é perigosa garota. Vai deixar seu pai maluco quando crescer. Eu disse vendo ela sorrir para mim.

—Eu sei. Papai falou que sou um prodígio. Ela falou rindo ainda mais.

Eu me levantei e peguei o broche em minhas mãos e o coloquei no lugar devido e a menina vislumbrou a sua obra.

— Perfeito. Agora devo ir ou o papai vai ficar furioso se me ver fora do quarto. Boa sorte Ava. Há! O papai ama ser paparicado. Ele ama quando dizem que o amam de verdade. Ela falou toda sorridente.

— Obrigada pelo presente. E eu verei o que poso fazer. Eu disse vendo ela seguir o corredor toda saltitante.

Michael tinha educado perfeitamente os seus filhos, e compreendi agora por que ele os amava tanto. Eram crianças com grandes talentos.

Se um dia eu tive-se um filho, quem sabe o grande astro poderia me ensinar a educar e fazer ele me amar da mesma forma que os filhos dele os amava.

Eu fechei a porta e voltei a minha atenção para o espelho, dei os últimos retoques e sai em direção as escadas e até o astro que deveria estar me esperando agora.

Quando eu cheguei perto dos primeiros degraus no fim do corredor para descer eu escuto a conversa dele com John.

— Tomara que está sua loucura de certo John. Eu não gosto de me envolver com este tipo de pessoa. Elas são mais que perigosas. Eu não acredito que me deixou convencer de contratar esta garota para ser uma amante ou algo parecido para mim diante da mídia. De todas as loucuras que me fez fazer, esta é a mais estúpida. Michael falou arrumando a sua gola diante de um espelho.

— Não seja tolo homem. Sua imagem precisa ser modificada, e ela é a nossa melhor escolha. É uma profissional discreta. Tenho boas referencias dela. John falou o observando de longe.

— Mas uma cantora de cabaré e prostituta de luxo John! Eu merecia coisa melhor. E se algum dos clientes dela vir com uma gracinha diante as câmeras ou algum repórter enxerido? Como vai ficar a minha face diante dos meus fãns? Michael falou retocando a sua maquiagem.

— Por isso a contratamos com um rígido contrato Michael. Por que não relaxa e aproveita. Afinal a garota é a mais cobiçada do mercado, ela tem seus princípios de privacidade. E alem de ser uma loucura. John falou rindo da face que o astro fazia de furioso diante do espelho.

— Okay. Eu espero que esta sua loucura termine logo. Não quero ela perto dos meus filhos por muito tempo. Eles não merecem conviver com este tipo de pessoa. Eu posso até compreender as suas decisões de ser o que é. Mas tudo tem um modo de mudar. Ele falou terminando de se arrumar e olhou para o seu amigo.

— Se eu fosse você aproveitaria aquele corpinho dos deuses. Afinal está pagando para ela ser sua amante diante do mundo. Não seja tolo homem, aproveite. Não custa nada saborear aquilo. John falou rindo maliciosamente para o amigo.

— Por favor John. Me poupe de suas taradices. Se é uma mulher para mim que você contratou. Seja pelo menos educado debaixo do meu teto. E afinal, onde ela está? Nós já começamos a ficar mais que atrasados. Michael falou vindo em direção as escadas acompanhado de seu amigo desprezível.

Eu escutei cada palavra sem expressar nenhuma reação de pé diante da escada. Elas doíam tanto em meu peito que pela primeira vez, me deu vontade de chorar.

Mas eu não faria aquilo. Eu engoli o orgulho e tentei respirar profundamente para recompor o meu coração que disparava em meu peito.

Aquele canalha iria me pagar. Se eu era uma reles cantora de cabaré e uma prostituta de luxo e não digna dele, isso até eu poderia ser para ele. Mas não fui eu que teve que pagar uma bela soma para que o mudo o ache humano.

Mas pela primeira vez em minha vida, eu faria ele sofrer por suas palavras, e faria este intragável que se achava o melhor de todos, me amar desesperadamente e depois o deixar.

Seria a minha mais terrível vingança para um ser como ele que pensava ser o rei com sua coroa.

Quando me senti mais segura eu dei mais alguns passos e o vi chegando perto da escada e ameaçar a subir, mas parou no ato quando me viu dar os primeiros passos para descer.

— Wow….. A voz de John soou perplexa.

Eu respirei mais uma vez e esbocei um sorriso arrasador, os olhos de Michael em mim eram brilhantes e notei ele lutar contra algo em seu interior.

Eu sabia fazer o meu melhor e provaria nele como eu ainda poderia me superar.

continue…. Kisses in your hearts….

Advertisements